Parque Nacional Serra da Capivara ganha conselho gestor

17 de julho de 2015

Grupo envolve comunidades, associações de trabalhadores rurais e órgãos públicos

Depois de exatos 32 anos de sua criação, em 1979, o Parque Nacional Serra da Capivara, na região de São Raimundo Nonato (525 km de Teresina), acaba de ganhar seu conselho gestor formado pela participação de diferentes segmentos da sociedade, incluindo órgãos públicos e associações comunitárias.

O objetivo do Conselho é desenvolver processos educativos visando o fortalecimento da participação comunitária na administração do parque nacional, considerado Patrimônio Cultural da Humanidade pela Unesco e uma das reservas brasileiras mais bem estruturadas. A criação do Conselho foi determinada pela portaria 128 de dezembro de 2010, publicada no Diário Oficial da União e faz parte da chamada Agenda 21, do Governo Federal.

imagem055

Fazem parte do Conselho as comunidades da área de entorno do parque, as associações comunitárias e rurais, sindicatos de trabalhadores, a Fundação Museu do Homem Americano (Fumdham), o Instituto do Patrimônio Cultural e Artístico Nacional (Iphan), Sebrae, Senac, além de órgãos públicos como a Emater.

Para a criação do Conselho, o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), realizou um seminário em São Raimundo Nonato com a presença de representantes das instituições que fazem parte do conselho gestor, além da coordenadora regional do órgão ambiental, Eugênia Vitória e Silva, que veio de Parnaíba para participar do encontro.

imagem056

Para a representante da Fundação Museu do Homem Americano, Rosa Trakalo, a criação do conselho foi um momento histórico para o parque. Para o chefe do Parque Nacional Serra da Capivara, o economista Ítalo Robert, esse foi um importante passo para a integração da comunidade. “Nosso objetivo é que a gestão da unidade de conservação seja compartilha com a sociedade local”, disse.

O Conselho Gestor do Parque Nacional Serra da Capivara ficou formado com a presidência sob a responsabilidade do chefe da unidade – como a lei estabelece -, além da vice-coordenadoria com Rosa Trakalo, representndo a Fumdham; a primeira secretaria executiva com Edilton Azeredo Rodrigues, representante da Emater; e Paula Alves de Sousa, com a segunda secretaria representando a comunidade do Sítio do moco.

O ponto negativo do evento foi a ausência dos prefeitos dos municípios de João Costa, Coronel José Dias, São Raimundo Nonato e Tamboril, todos com área territorial dentro de unidade de conservação, e que, mesmo convidados, com direito a hospedagem e alimentação, não enviaram, sequer, representantes.